Relacionamento profissional/paciente

Volta e meia nos deparamos com notícias e denúncias sobre a fragilidade do relacionamento dos pacientes com seus médicos, dentistas e demais profissionais de saúde. Consultas relâmpago, em que o profissional mal olha para o rosto do paciente, pouco escuta suas queixas e vai logo pedindo exames ou prescrevendo medicamentos. Falta de tempo, cobrança quanto a produtividade, stress, falta de paciência. Quem sai prejudicado? Ambos….o profissional perde sua credibilidade ou pior ainda, sua dignidade. E o paciente não encontra o que veio buscar: atenção e respeito ao seu problema. Saber comunicar ( paciente) e saber ouvir ( profissional) são partes fundamentais de um processo que busca o melhor resultado. A responsabilidade no diagnóstico e tratamento deve ser sempre discutida, com ética, respeito e fraternidade. Todo profissional de saúde não pode esquecer de que seu exercício profissional depende de vocação humanitária. Afinal, quem escolhe trabalhar com saúde o faz por uma razão: gostar de cuidar de gente!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s